Menu

Crütz Cia. de Dança estreia espetáculo inspirado na tropicália

Bernardo Marques / Divulgação Bernardo Marques / Divulgação

Inspirada no movimento tropicalista e no álbum “Tropicalia ou Panis et circenses”, a Crütz Cia. de Dança estreia “Geléia Geral” em 29 de junho no teatro Cacilda Becker para curta temporada de quatro semanas. Em forma de conto, nove dançarinos investigam as fronteiras entre as danças urbanas e o contemporâneo, num espetáculo que fala sobre o papel transformador que a arte ocupa na sociedade. Com direção e coreografia de Lucas Sauer e Ricardo Lima, fundadores do grupo criado no Centro de Artes Nós da Dança, a montagem conta somente com músicas brasileiras. São 18 canções lançadas por Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil, Nara Leão, Novos Baianos, Os Mutantes e Secos & Molhados.

“A Tropicália é o pano de fundo para a história. A estética, as músicas, a coletividade e a liberdade do movimento tropicalista são a nossa inspiração”, explica Lucas Sauer. “O espetáculo é uma fábula contemporânea sobre uma trupe de artistas nômades que expande seu limite artístico a cada cidade que passa. Nada será o mesmo após o grupo cruzar o caminho de um homem puro, que se junta a eles”, completa Ricardo Lima.
Aproximando os limites da apresentação, da performance e do manifesto político, em “Geleia Geral”, a Crütz trabalha por meio de uma metalinguagem na qual seus integrantes se espelham uns aos outros, no tempo e na história do Brasil. Em 2017, o grupo foi o vencedor do Showcase do Rio H2k – Festival Internacional de Dança e foi contemplado com um prêmio para montar o espetáculo, cuja pré-estreia foi durante a oitava edição do evento, em 1º de junho deste ano, na Cidade das Artes.

Terceira montagem de longa duração da Crütz Cia. de Dança, o título “Geléia Geral” faz alusão à música homônima do álbum “Tropicália ou Panis et Circenses” e refere-se à mistura da qual todos somos feitos. A cenografia, composta, entre outros elementos, por uma gigantesca cortina (3 m X 28 m) com cerca de 120 mil fitinhas do Senhor do Bonfim, é de Clivia Cohen. A direção de produção é de Fernando Filetto, que ainda assina a iluminação junto de Nando Pereira.

Formada por nove dançarinos com idade entre 23 e 30 anos, com diferentes experiências como balé clássico, contemporâneo, urbana, moderna e salão, a Crütz surgiu em 2010 como um grupo de danças urbanas formado por amigos que se conheceram nas salas de ensaio tradicionais. A Cia. busca inspiração nas ruas, casas, bares, viagens e relações afetivas, trazendo para a cena o cotidiano.

Uma das marcas da Crütz Cia. de Dança é trabalhar exclusivamente com canções brasileiras, cuja riqueza do repertório é enfatizada pela complexa movimentação das danças urbanas e pela estética da dança contemporânea. “Como companhia de dança, resgatamos alguns autores que já não fazem parte do cenário musical atual. Unimos a linguagem das danças urbanas com o humor de Adoniran Barbosa e João Nogueira, com o romantismo de Toquinho e Vinícius, com a complexidade poética de Caetano Veloso e com a suavidade de Nara Leão”, completa.

SERVIÇO
“Geléia Geral”
Temporada: de 29 de junho a 22 de julho - sextas e sábado, às 20h | domingo, às 18h.
Local: Teatro Cacilda Becker – Rua do Catete 338. Tel.: 2265 9933.
Duração: 60 min. Capacidade: 160 lugares. Classificação etária: Livre
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).


Última modificação emQuinta, 28 Junho 2018 12:19
voltar ao topo