Menu

Alfredo Del-Penho lança CD autoral de inéditas com parceiros de três gerações

Philippe Leon Philippe Leon

Samba Só é o primeiro disco solo de Alfredo Del-Penho desde o premiado Samba Sujo, que há dois anos lhe rendeu o troféu de melhor cantor de samba pelo Prêmio da Música Brasileira, o mais importante do gênero no Brasil. É um disco autoral de inéditas que inclui parcerias com três gerações da música brasileira: a de Nei Lopes, Joyce Moreno, Délcio Carvalho e Paulo César Pinheiro; outra, representada por Zélia Duncan e Chico César, e a de seus companheiros da revitalização da Lapa, João Cavalcanti e Pedro Miranda. O disco contempla vários subgêneros do samba – do samba-canção ao samba mais ligeiro –, revela o virtuosismo de Alfredo também no violão de 7 cordas e mostra um olhar contemporâneo para o gênero enquanto reverencia os grandes mestres da voz e do violão brasileiro. 

 

Para o show de lançamento, em 11 de dezembro, no Teatro Riachuelo Rio, Alfredo contará com a participação de sua companhia de teatro, Barca dos Corações Partidos – com a qual, somente neste ano, conquistou seis prêmios na categoria de Melhor Música pela direção musical, entre eles, o Prêmio Shell – e de Pedro Miranda, João Cavalcanti e Moyseis Marques, que além de seus parceiros, são intérpretes recorrentes de sua obra.

Última modificação emQuarta, 05 Dezembro 2018 12:28
voltar ao topo