Menu

Teatro Poeirinha apresenta o solo “Espelhos”, que une Machado de Assis e Guimarães Rosa

João Maria Silva Jr. / Divulgação João Maria Silva Jr. / Divulgação

Indicado ao Prêmio APCA de Melhor Ator, Ney Piacentini apresenta no Rio o monólogo Espelhos, que teatraliza os contos homônimos “O Espelho” de Machado de Assis (integrante do livro “Papéis Avulsos”, publicado pela primeira vez em 1882) e “O Espelho”, de Guimarães Rosa (publicado em 1962 no livro “Primeiras Estórias”). Nesta temporada no Rio, o ator e pesquisador teatral celebra 40 anos de carreira. Espelhos é seu 55º trabalho no palco, sendo o primeiro monólogo. A montagem, que realizou sete temporadas em São Paulo e foi apresentada em salas dentro e fora do Brasil, está em cartaz no Teatro Poeirinha, em Botafogo. O cenário de Marisa Bentivegna e os figurinos de Fabio Namatame são fundamentais na construção da narrativa, que investiga a identidade do sujeito brasileiro através da relação entre a literatura e o teatro.

Ao longo de 60 minutos, Espelhos propõe uma reflexão sobre as relações entre sociedade, imagem e subjetividade, por meio do pensamento de duas matrizes da cultura brasileira. A montagem é o resultado de pesquisas e experimentações cênicas, realizadas ao longo dos anos de 2015 e 2016, e apresenta na íntegra os dois textos, compondo um único trabalho teatral. Espelhos conquistou relevantes críticas de reconhecimento à importância do trabalho.

Na primeira parte de Espelhos, Piacentini investe-se de Jacobina, personagem de Machado de Assis que conta a amigos uma misteriosa passagem de sua juventude quando enfrentou a solidão. Em seguida, o ator assume a figura criada por Guimarães Rosa, alguém que parte em busca de sua essência. A obra propõe uma interface entre a aguda percepção crítica de Machado e a poética que Rosa nos oferece com sua inquieta criatura.

Ney Piacentini afirma que a peça se volta para o Brasil colocando em cena uma literatura de qualidade inquestionável.

Por não se tratarem de textos dramatúrgicos propriamente ditos, o empenho maior da montagem foi sublinhar o caráter narrativo dos contos e permitir que a força literária de cada um encontrasse seu equivalente em teatralidade. A encenação oferece ao espectador a oportunidade de entrar em contato com a lucidez e a sutileza das palavras de dois dos maiores intérpretes da cultura brasileira, tanto do ponto de vista estético quanto histórico.

Serviço: Espelhos – Solo com Ney Piacentini.
Temporada: De 03/01 a 24/02/2019
Quinta a sábado às 21h; domingos às 19h
Duração: 60 minutos
Lotação: 80 lugares
Recomendação: a partir de 14 anos
Ingressos R$ 50 e R$ 25
Teatro Poeira – Rua São João Batista, 104 – Botafogo – RJ
Tel. 21 2537-8053

voltar ao topo